13 de September, 2017

Será que o fast food está com os dias contados?

É notório o quanto o negócio do fast food cresceu mundo afora nas últimas décadas e se consolidou, principalmente através de franquias que se tornaram ícones mundiais. Mas pesquisas recentes podem indicar que o fast food está com os dias contados.

Pesquisadores da Universidade de Toronto, liderados por Julian House, concluíram que as pessoas que pensam em comidas do tipo fast food tendem a ter sua habilidade de sentir pequenos prazeres inibida consideravelmente.

De fato, a ideia do fast food é proporcionar prazer em devorar rapidamente (fast) toda a comida, sempre tendo como pano de fundo a otimização do tempo e a busca incessante do ser humano em aumentar sua produtividade.

Porém, o momento dedicado à alimentação deveria ser de relaxamento e não apenas para cumprir uma necessidade fisiológica de todo ser humano por alimentos. Isso é o que parece estar sendo resgatado agora.

O mundo dos negócios definiu o hábito de trabalho das pessoas, criou grandes oportunidades para o fast food, mas tem deixado as pessoas menos felizes. E não se trata apenas de combater a obesidade. Trata-se de proporcionar felicidade.

Os empreendedores que perceberem esse novo nicho podem criar negócios que tragam felicidade e prazer como o grande trunfo do momento do almoço. Hábitos saudáveis valem a pena e é o que muitas pessoas já perceberam.

Para ratificar esse fato, os pesquisadores mostraram uma foto de um hambúrguer acompanho de fritas aos participantes do estudo. Os mesmos participantes foram apresentados a 10 fotos de belezas cênicas naturais. A maioria se disse menos feliz com a ideia de comer fast food.

Os pesquisadores concluíram que expor-se à ideia de fast food faz as pessoas ficarem mais impacientes e inibe a sua habilidade de se sentir feliz com o estímulo de pequenos prazeres. E isso pode levar a efeitos negativos no longo prazo.

As pessoas ficarão mais infelizes pelo fato de sempre buscar algo mais e a conclusão de uma grande tarefa (comer tudo e não necessariamente comer aos poucos) para tentar ser felizes.

Esse efeito tem sido percebido cada vez mais em estudos similares e indica um problema a ser encarado pelas cadeias de fast food. E onde há problemas, há oportunidades. Empreendedores atentos podem antecipar-se agora e criar negócios inovadores.

Se você pretende em empreender no ramo de alimentação, pense nisso. Os negócios que farão acontecer nos próximos anos provavelmente ainda nem foram criados. Quem inovar no setor percebendo essa mudança de paradigma pode ter sucesso. O que você pensa a respeito?

Categorias: [ Estratégia ] [ Geral ] [ Negócios ]

Comentário

Dr. José Dornelas

Empreendedor, palestrante e autor de livros best-seller.

[ veja a biografia ]

Meus Livros

Clique em cada livro para saber mais, degustar e comprar.

  • Empreendedorismo - 6ª Edição Revista e Ampliada Empreendedorismo - 6ª Edição
    Transformando ideias em negócios. [+]
  • Plano de negócios, seu guia definitivo Plano de negócios, seu guia definitivo - 2ª edição
    Como planejar e criar um negócio de sucesso. [+]
  • Plano de negócios com o modelo Canvas Plano de negócios com o modelo Canvas
    Guia prático de avaliação de ideias a partir de exemplos. [+]
  • Empreendedorimos para Visionários Empreendedorismo para visionários
    Crie negócios inovadores para um mundo em transformação. [+]
  • Plano de negócios exemplos práticosPlano de negócios, exemplos práticos
    Desenvolva planos de negócios a partir de exemplos. [+]
  • Empreendedorismo na Prática Empreendedorismo na prática - 3ª edição
    Mitos e verdades do empreendedor de sucesso. [+]
  • Empreendedorismo corporativoEmpreendedorismo corporativo - 3ª ed.
    Como ser empreendedor, inovar e se diferenciar na sua empresa. [+]
  • Criação de Novos Negócios Criação de novos negócios - 2ª Edição
    Empreendedorismo para o século 21. [+]
  • Meus Outros Livros
Produzido por Webcore