1 de October, 2013

Caso 4 – Frooty – Dilema 2 – Livro Empreendedorismo

O negócio da Frooty aconteceu por acaso na descrição do próprio empreendedor. Porém, quando questionado sobre suas recomendações a quem pretende empreender, Marcelo sugere muito estudo, planejamento, preparação etc. Caso Marcelo tivesse desenvolvido um plano de negócios, o que ele poderia ter previsto e o que não mudaria na estratégia de crescimento da Frooty, sabendo que o próprio pai colocou o recurso inicial e depois um amigo investiu na segunda fase de crescimento da empresa?

25 Comentários

  1. Fabbio P N Santos - 20 de March, 2014 @ 8:43 pm

    O potencial de crescimento deste negocio;
    Existem concorrentes neste mercado;
    Possibilidades de lucro;
    Mapear cadeia de valores do negocio;
    Estimar quanto tempo se espera atingir o ponto de equilíbrio;

    Tudo isso facilitaria entender melhor o negocio, prever e evitar problemas e ter menores prejuízos obtidos por não ter estudado antes o negocio que se desejava abrir.

  2. Rodrigo Rossi - 20 de March, 2014 @ 9:29 pm

    o que não mudaria seria sua estratégia de marketing e divulgação da marca, pois isso o tornou referência em seu segmento.
    Quanto ao que ele poderia ter previsto se tivesse feito um plano de negócio, saberia o quanto seria necessário investir e onde, podendo prever o ponto de retorno do capital investido sem gastos desnecessários.

  3. Eduardo Silva Cabral (MBA USP) - 20 de March, 2014 @ 10:06 pm

    Um planejamento inicial permitiria que Marcelo tivesse uma visão melhor dos possíveis obstáculos a serem transpostos em seu negócio. Além de lhe permitir uma melhor preparação financeira a ser aplicada ao ponto de crescimento da empresa. Seu planejamento prévio não alteraria o sucesso do negócio, e nem as suas opções de investimento, com base em sua rede familiar e amigos.
    É provável ainda que com um planejamento prévio Marcelo não esperasse cerca de 5 anos para investir em um lançamento em potes de 200g e 3,6 kg de creme de açaí, uma vez que esse mercado permite atingir as redes de distribuição e supermercados.

  4. Luiz Cláudio F. de Oliveira - 20 de March, 2014 @ 10:57 pm

    A divulgação e fortalecimento da marca junto ao mercado é um ponto que não deveria ser alterado.
    Quanto ao crescimento, este poderia ser melhor estruturado e planejado, com planejamento do recurso necessário e de onde esses recursos viriam, podendo prever e diminuir o tempo do retorno de investimento.

    Luiz Claudio Ferreira de Oliveira
    PECE/USP

  5. Ana Paula D'Avoglio [MBA-USP] - 21 de March, 2014 @ 12:42 pm

    Acredito que se ele tivesse feito um PN ele poderia ter identificado a oportunidade de vender açaí antes de investir no frozen e sorvete. Teria condições de definir melhor seu público e a estrutura necessária para seu negócio. Agora sobre a obtenção de recursos financeiros, provavelmente mesmo com um PN bem elaborado, ele também iria buscar empréstimo com sua família e propor sociedade com seu amigo, que em troca injetou dinheiro na empresa.

  6. Monique B. N. Verga - MBA USP - 21 de March, 2014 @ 9:29 pm

    2. Durante a entrevista, Marcelo comenta que teve muitas dificuldades por não ter experiências anteriores como funcionário de outras empresas e nem formação que o ajudaria na gestão. Com isso, explicou que perdeu dinheiro em alguns momentos que se houvesse o planejamento, ele possivelmente não teria perdido. Também sinalizou que o planejamento poderia fazer com que ele atingisse o sucesso mais rapidamente. Sobre os investimentos, acredito que poderia ou não mudar a origem, isso foi uma escolha dele que poderia ser a mesma se tivesse planejado. Porém, talvez o montante poderia ter sido menor.

  7. Pablo Barbosa - 22 de March, 2014 @ 10:05 am

    Conforme o mesmo Marcelo relata em seu estudo de caso, até a empresa Frooty ser uma marca forte no mercado foi necessário passar por vários processos entre eles a ajuda financeira de seu amigo que se tornou sócio. Marcelo comenta que por várias ocasiões se tivesse mais conhecimento da área, estudo, realizado planejamento entre outros conceitos de empreendedor poderia obter mais sucesso em seu negócio. Apesar de todos os fatores contra, ele consegui entrar na pequena porcentagem dos empreendedores “NATO” e conseguiu emplacar uma marca.

  8. Guilherme Simas - 22 de March, 2014 @ 10:16 am

    O plano de negócios daria uma visão adequada da exposição do caixa, ou seja, o montante de investimento total necessário durante os primeiros anos da operação, atéque a empresa atingisse o ponto de equilíbrio. Daria uma visão mais estruturada de investimentos e receitas necessários. Além da parte financeira, o plano também traça uma estratégia de mercado, com identificação de concorrentes, estratégias de divulgação de marca, planejamento de investimentos em ponto de venda, posicionamento de preço, consolidação da marca.
    A identificação e exploração da oportunidade de negócio do açaí, mesmo que de uma forma não estruturada no começo foi um dos grandes motores da empresa. A oportunidade era grande e foi tão bem aproveitada que acabou sustentando a falta de planejamento inicial, proporcionando fôlego de 5 anos até que a marca começasse a deslanchar.

  9. Livia Rosso Siqueira - 14 de April, 2014 @ 4:36 pm

    A divulgação da marca é o ponto forte para o inicio do negócio se estabelecer fortemente no mercado. Marcelo deixa bem claro que sempre, em qualquer negócio, quanto maior o conhecimento, planejamento, estruturação financeira, mais chances você terá de sucesso!

  10. Daniel Gonzalez - 5 de March, 2015 @ 11:11 pm

    Caso fosse feito um plano de negócio, poderia ter perdido menos dinheiro no início do negócio e projetado um crescimento mais rápido, com menos erros e decisões mais assertivas, já que a demanda existia. Um bom plano de negócio auxilia a captação de recurso através de outros investidores, o que não mudaria mesmo sem um plano de negócio é a demanda do mercado por seus produtos.
    “Daniel Gonzalez”

  11. Ricardo Marques Pimenta - 8 de March, 2015 @ 8:18 pm

    O tamanho e potencial do negocio;
    Se havia concorrentes neste mercado;
    Mapear cadeia de valores do negocio;
    Estimativa de tempo para atingir o ponto de equilíbrio.

  12. Marcos Cesar de Oliveira Melo (MBA Poli-USP) - 11 de March, 2015 @ 12:04 am

    Além do talento nato, empreendedorismo é algo que se pode aprender com certo grau de dedicação e embasamento teórico. O caso de Marcelo retrata um empreendedor de talento, pois enxergou uma oportunidade mesmo sem ter este embasamento. Provavelmente se Marcelo tivesse estudado um pouco mais sobre empreendedorismo, ele encontrasse outras maneiras de se obter capital para gerar crescimento da empresa ao invés da simples alternativa de oferecimento de uma sociedade, além de ter se planejado mais para atingir o chamado ponto de equilíbrio mais cedo, posto que este ponto foi alcançado em um tempo considerável.

  13. Emerson Gibim - 47670 - 13 de March, 2015 @ 8:24 pm

    Se o Marcelo tivesse desenvolvido um plano de negócios, ele poderia ter previsto a demanda e o mercado promissor antecipadamente, e a partir daí, com um plano de negócios estruturado, poderia mais facilmente ter obtido um financiamento de investidores com o intuito de alavancar o negócio mais rapidamente, sem a necessidade de ter incluído o sócio na sociedade, e que aparentemente não tinha o perfil correto para complementá-lo, nem experiência no negócio.

  14. Stefano Gatti W. A. Lima - 14 de March, 2015 @ 12:03 am

    Marcelo sugere estudo e planejamento, pois ele percebeu que a falta de preparação foi um dos motivos para a sua empresa demorar muito para chegar ao ponto de equilíbrio, possivelmente se o Marcelo tivesse feito um planejamento ele teria conseguido ver qual era o cenário futuro e assim poderia agir de forma a não deixar a empresa demorar tantos anos para se tornar financeiramente estável. Outro fator que poderia ter sido diferente foi a entrada de um novo sócio, se Marcelo tivesse feito um estudo e conhecido todas as opções para levantar recursos poderia ter escolhido outra forma de financiar a sua expansão. Com relação ao investimento inicial ter sido do pai, acho que dificilmente ele teria escolhido outra forma de aporte.

  15. Andre Luiz Chagas Lisboa - GEP029 - 14 de March, 2015 @ 12:07 am

    Com um bom plano de negócios o Marcelo poderia prever algumas situações como, valor de investimento, concorrentes, riscos, ponto estimado para break-even. Também indicaria qual a melhor estratégia para crescimento e necessidade de fusão ou sociedade para alavancar ainda mais o potencial da empresa. Acho que a ideia principal do negócio não mudaria.

  16. Isadora Palin - MBA USP - 14 de March, 2015 @ 3:11 pm

    Caso o plano tivesse sido elaborado, sem dúvida teria evitado custos desnecessários e retrabalhos, teria um melhor conhecimento do mercado que atuaria e consequentemente um melhor plano de marketing. Conseguiria prever melhor a demanda e consequentemente melhor estrutura de plano de expansão para atender todos os clientes. Enfim facilitaria toda gestão e possibilitaria ganhos com maior antecedência.

  17. Antonio Carlos Camargo Leite - 14 de March, 2015 @ 6:58 pm

    O principal ponto que pouco mudaria na elaboração de um eficiente plano de negócio acredito ser a identificação da oportunidade, que Marcelo pode encontrar por estar atento no mercado de frutas – encontrou um modelo de negócios para uma lacuna de consumidor (volume e região). A elaboração de um Plano de Negócio poderia ter lhe dado maior conhecimento do potencial financeiro, definindo mais apropriadamente necessidades de recursos em contraponto a curva de investimento/retorno e ponto de equilíbrio. Em resumo, um planejamento estratégico que levantasse detalhadamente seus pontos fortes e fracos e melhor mapeasse as oportunidades e ameaças do mercado poderia lhe retornar uma trajetória menos tortuosa com retorno mais rápido no negócio.
    Antonio Carlos Camargo Leite – MBA Poli PECE 2015

  18. Felipe Pimentel - 14 de March, 2015 @ 7:11 pm

    Caso o Marcelo tivesse estrutura um plano de negócios por meio de estudos, pesquisa de mercado, planejamento e foco, certamente poderia minimizar os riscos financeiros que, como ele mesmo informou, foram os que incorreram no início da empresa. Também poderia visualizar de forma mais clara os potenciais parceiros para um investimento inicial, somado ao que recebeu do pai e aumentar a velocidade de crescimento do negócio.
    O que não mudaria certamente caso ele tivesse se preparado é a determinação e a agressividade que ele possui para tocar o negócio. O aumento das vendas de açaí por meio de franquias e pontos de vendas no país foi alcançado por meio de muito esforço e treinamento dado aos representantes comerciais.

  19. Laiana Gamba de Araujo - 14 de March, 2015 @ 8:09 pm

    Acredito que não exista um número ideal o que se deve avaliar é em encontrar pessoas com os mesmos objetivos, porém com conhecimentos e experiências diferentes da suas para que assim se complementem e tenham uma boa sinergia e sejam como uma família, caso encontre essas características na própria família não terá problema, porém se estiver equivocado poderá ter problemas no negócio e em família.

  20. Laiana Gamba de Araujo - 14 de March, 2015 @ 8:21 pm

    Caso Marcelo tivesse desenvolvido um plano de negócio poderia conseguir analisar melhor as oportunidades de negócios, podendo conseguir expandir mais rápido, mostrando para os programas existentes como FINEP,BNDES,SEBRAETEC e até mesmo a Progex para começar a exportar antes e arrecadar um capital maior e obter conselhos de pessoas mais experientes no mercado empreendedor.

  21. Ricardo Pelicioni - 14 de March, 2015 @ 9:34 pm

    Como pontos não observados por Marcelo e que deveriam ser objeto de foco inicial, destaco:
    - Avaliação de valores percebidos da oportunidade
    - Estudo de riscos e retornos
    - Análise de Competidores

    Apesar de ter obtido êxito mesmo sem o cuidado de elaborar um plano de negócios, a estratégia de crescimento através do modelo de franquia bem como a promoção massiva da marca, contribuíram de forma positiva como estratégias de expansão e marketing respectivamente.

  22. Daniela Jin Hee Kim (MBA USP) - 14 de March, 2015 @ 11:32 pm

    Caso Marcelo tivesse desenvolvido um plano de negócios, ele poderia ter gerenciado melhor o capital da empresa, ter evitado alguns gastos desnecessários e ter tido mais conhecimento sobre as variáveis de seu negócio. Porém, independente da existência de um plano de negócios, sua estratégia de crescimento através de franquias e de expansão da marca e diversos pontos de venda são frutos de árduo trabalho, disciplina e perseverança.

    Daniela Jin Hee Kim (MBA USP)

  23. Juliana Tomaz da Silva - MBA USP- maticula 48271 - 14 de March, 2015 @ 11:51 pm

    Os recursos são limitados e através de um bom plano de negocio, é possível identificar onde quanto é melhor investir com base no tipo negocio para evitar os gastos desnecessários.

  24. josiane - 15 de May, 2016 @ 7:17 am

    Acredito que poderia ter previsto o crescimento e expansão dos negócios, evitando perca de tempo , dinheiro e desgastes. A empresa estaria numa margem maior de lucros e estabilidade no mercado. Hoje manter a marca e a qualidade do produto é fundamental.

  25. Leonardo Stuart Martinussi - 3 de March, 2017 @ 10:24 pm

    Com um plano de negócios bem estruturado ele poderia ter minimizado as perdas financeiras, através de revisões mais realistas do cenário micro e macroeconômico.
    Como ele mesmo disse, foi tudo na base da vontade. E dessa forma, não se sabe o que esperar logo a frente.

Comentário

Dr. José Dornelas

Empreendedor, palestrante e autor de livros best-seller.

[ veja a biografia ]

Meus Livros

Clique em cada livro para saber mais, degustar e comprar.

  • Empreendedorismo - 7ª Edição Revista e Ampliada Empreendedorismo - 7ª edição
    Transformando ideias em negócios. [+]
  • Plano de negócios com o modelo Canvas Introdução ao empreende- dorismo - 1ª edição
    Ludismo, jogos e empoderamento empreendedor. [+]
  • Plano de negócios, seu guia definitivo Plano de negócios, seu guia definitivo - 2ª edição
    Como planejar e criar um negócio de sucesso. [+]
  • Plano de negócios com o modelo Canvas Plano de negócios com o modelo Canvas
    Guia prático de avaliação de ideias a partir de exemplos. [+]
  • Empreendedorismo na Prática Empreendedorismo na prática - 3ª edição
    Mitos e verdades do empreendedor de sucesso. [+]
  • Empreendedorismo corporativoEmpreendedorismo corporativo - 3ª edição
    Como ser empreendedor, inovar e se diferenciar na sua empresa. [+]
  • Meus Outros Livros
Produzido por Webcore